Ludus Lab: dispositivo sonoro

((( l u d u s _ l a b ))) matutando jogos
[primeiro texto para a elaboração de um dispositivo na disciplina da pós-graduação/ufrj]

A investigação que desejo realizar na disciplina de Criação Digital 2 se situa na interseção de duas linhas poéticas que venho trabalhando nos últimos anos: o jogo e suas relações com a arte e sociedade, e a expansão dos conceitos de som, ruído e música.

O ato de tocar junto com outra pessoa é uma maneira especial de se relacionar com o outro, de travar diálogos sem palavras e gerar resultados sonoros inesperados previamente. Geralmente músicos seguem uma partitura preestabelecida ou realizam improvisações livres, mas quase sempre isolado do restante do grupo, que fornece uma base estável para o improviso de um.

Enquanto prática musical e relacional, proponho que esta relação seja o mais interativa possível. Para isso, é necessário uma atenção constante dos músicos para estabelecer planos rítmicos, concordar com seqüências de harmonias e dialogar com melodias que se complementem.

Nesta perspectiva, a prática musical se assemelha ao formato do jogo, onde músicos são jogadores que tem o risco como principal adversário [john zorn: cobra é um jogo a ser pesquisado]. A colaboração e a escuta do som do outro e do todo são as principais ferramentas para uma boa execução musical ou um bom jogo. O duelo entre instrumentistas ainda é uma versão muito competitiva (ágon) do jogo, pois valoriza quem conseguir realizar o maior numero de proezas sonoras. Esta colaboração mais interativa de tocar junto abre ainda a possibilidade daqueles que não se consideram músicos de tocarem junto, desde que haja a compreensão dos jogadores das limitações de intimidade entre tocadores e instrumentos.

Especificando mais precisamente estas idéias com o projeto prático da disciplina, pretendo investigar a questão do gesto do corpo na produção de algum som via instrumento.

De acordo com L.S.Ckesö (2008), existem 5 procedimentos produzir som, sendo que 4 são ações em conjunto com objetos: 1) soprar, 2) dedilhar, 3) percutir, 4) friccionar e 5) através de mecanismos eletrônicos.

Piano, guitarra, bateria, tambores oferecem suas configurações matérias para que o ser humano encaixe o seu corpo via o gesto para que sons sejam produzidos. Quando experimentamos novos instrumentos, com outras configurações, é necessário que o corpo se adapte [como no steel drum] e, assim, até as mesmas melodias tenderão a ser modificadas e decodificadas pelo corpo/cérebro para sua execução. [ensinamentos de john cage]

Gostaria de pensar em novos instrumentos, com estruturas de geração de som próprias, que instiguem o outro (músico ou não musico) em uma prática musical coletiva [txalaparta: instrumento vasco para dois]. “Como eu toco este instrumento?”, “Como faço ele soar?”, “Como fazer música com outros dentro destas outras bases sonoras?”. [ensinamentos de hermeto pascoal].

Pretendo realizar este experimento dentro do projeto “Ondas Lúdicas”, que acontecerá dentro do projeto “Rádio Interofônica”, no Circuito Interações Estéticas. Este circuito será uma mostra de alguns projetos que foram contemplados com o premio Interações Estéticas, nas cidades de Sao Paulo e Porto Alegre em setembro, e Recife e Belo Horizonte em novembro de 2010. O projeto que desenvolvi no Museu da Maré na primeira metade de 2010, “Ondas Radiofônicas“, foi convidado a construir uma rádio itinerante dentro do Circuito, em conjunto com o projeto “Coco-Rádio-Arte”, realizado no nordeste por Ronaldo Eli e equipe. Este se chamará “Interofônica”, e terão na programação normal dois programas, um de entrevista (Papos Digestivos) e outro que irá captar e transmitir falas, depoimentos e fragmentos da paisagem sonora do evento (Papos Ambulantes).

O experimento “Ondas Lúdicas” tem como objetivo criar momentos de prática em conjunto, contando com instrumentos tradicionais, baquetas, loops e ruídos de um notebook. Ao invés de acionar via mouse, gostaria de pensar em dispositivos tecnológicos para esta interaçãoo, focando em novos gestos para o fazer musical.

videointernetgrafia:

hermeto pascoal e o dentista

steel drum

txalaparta

john cage: waterwalks

jonh zorn: cobra

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s